.
.
  tours4lisbon tours and transfers
         6686 visitas   Página InicialSobre NósProdutos & ServiçosFrotaSugestõesContatos 
 
  Untitled Document

 

Página inicial

 

 

 
 
Bragança - Cidade com Património



Preços:
1 - 3 Pax
560

4 - 7 Pax
625

8 - 8 Pax
635

9 - 16 Pax
1300

17 - 27 Pax
1500

28 - 55 Pax
1800

Sugestões:

 

Tours4lisbon

Bragança é uma cidade portuguesa, capital do Distrito de Bragança, na sub-região de Alto Trás-os-Montes, na Região Norte de Portugal, com 21 853 habitantes no perímetro urbano. É sede do oitavo maior município português, com 1 173,57 km² de área, e 35 341 habitantes (2011), subdividido em 39 freguesias.
 
O município é limitado a norte e leste por Espanha (províncias de Ourense e Zamora), a sueste pelo município de Vimioso, a sudoeste por Macedo de Cavaleiros e a oeste por Vinhais. Em relação às outras capitais de distrito, Bragança é a que se situa mais a norte.
 
Os celtas baptizaram a cidade, fundada no século II a.C., com o nome de Brigância, que se foi latinizando até passar a ser "Bragança". Este nome é a origem do gentílico mais comum: brigantino.
 
Clima
 
A cidade de Bragança tem um clima temperado, com influências tanto continentais como atlânticas. O verão é tipicamente quente e seco e os dias costumam ser soalheiros, durante as ondas de calor a temperatura pode passar dos 35 graus Celsius. Durante este período a precipitação é escassa e a maior parte da que cai é devido a trovoadas de fim de tarde. O inverno é longo, frio e húmido e é nesta estação que se encontram os meses mais chuvosos. Apesar disso, longos períodos com dias de sol não são incomuns. É das cidades portuguesas em que mais neva,[carece de fontes] no entanto esta pode variar bastante de ano para ano, de invernos com menos de 5 dias de neve (2007/2008) para com mais de 20 dias (2008/2009). A 12 de Fevereiro de 1983, foi registada por uma estação meteorológica do IPB a temperatura de -17,5 graus centígrados, a mais baixa registada em Portugal sob condições-padrão.
 
A Domus Municipalis
 
localiza-se na cidade de Bragança, distrito de mesmo nome, em Portugal. Destaca-se por ser o único exemplar de arquitetura civil em estilo Românico na península Ibérica. Foi construído no século XII.
 
Embora muito se tenha escrito sobre a sua finalidade, não existe um consenso entre os estudiosos. Serviu como cisterna de água, mas existem dúvidas acerca de se teria sido esta a sua função original.
 
A designação porque é hoje conhecida (em latim "Domus Municipalis", em língua portuguesa "Casa Municipal") deve-se a que foi utilizado como Paços do Concelho pela Administração Municipal de Bragança.
 
Encontra-se classificado como Monumento Nacional desde 1910.
 
O castelo
 
De planta ovalada, erguido na cota de 700 metros acima do nível do mar, é constituído por uma cerca ameada com um perímetro de 660 metros, reforçada por quinze cubelos. Os panos de muralhas, com espessura média de dois metros, envolvem o núcleo histórico da cidade, ocupando uma área de cerca de três hectares, e delimitam-lhe quatro espaços, orientados por dois eixos viários, cujo principal é a antiga rua da Cidadela. Em seu interior o visitante pode apreciar as edificações da Domus Municipalis (exemplar único no país da arquitectura civil românica e que se acredita tenha tido, primitivamente, as funções de cisterna), da Igreja de Santa Maria (ou de Nossa Senhora do Sardão) e o Pelourinho medieval. Nessa cerca, rasgam-se três portas (duas sob a invocação de Santo Antônio e a Porta do Sol, a Leste) e dois postigos (a Porta da Traição e o Postigo do Poço do Rei).
 
A principal porta de Santo António, em arco de volta perfeita, entre dois torreões, é defendida por uma barbacã, na qual se situa a Porta da Vila, em arco ogival. No interior, na praça de armas, é possível observar as adaptações dos acessos e as plataformas destinadas à artilharia.
 
No setor Norte, onde se ergueram as instalações do Batalhão de Caçadores n.° 3, destaca-se a Torre de Menagem, de planta quadrada, com 17 metros de largura, erguendo-se a 34 metros de altura, adossada à cerca. Em alvenaria de xisto, rocha abundante na região, nos cunhais e nas aberturas foi empregado o granito. O seu interior, onde se encontram o calabouço e a cisterna, divide-se em dois pavimentos, com salas cobertas por abóbadas de aresta, reforçadas por arcos torais. Primitivamente uma ponte levadiça acedia a porta em plano mais elevado, hoje substituída por uma escada externa, de alvenaria adossada à face Norte da sua couraça. Na face Sul, a meia altura da torre, encontra-se uma pedra de armas com o brasão da Casa de Avis. O topo é coroado por ameias com seteiras cruzetadas, balcões com matacães, com quatro guaritas cilíndricas nos vértices, dominando, na face Leste e na face Sul, duas janelas góticas maineladas. Uma cerca, reforçada por sete cubelos (três a Leste, três a Oeste e um a Sul) de planta circular, defendem o exterior da torre, delimitando um espaço aproximadamente retangular.
 
Castelo de Bragança, Portugal: Torre da Princesa.
Ainda pelo lado Norte da cerca exterior, junto a um dos cubelos, destaca-se a chamada Torre da Princesa, antigo Paço do Alcaide. Edifício de características residenciais (torre-alcáçova), a sua existência é cercada de histórias, uma das mais populares a Lenda da princesa moura. Em tempos históricos, afirma-se que foi habitada por D. Sancha, irmã de D. Afonso Henriques, a título de refúgio diante das infidelidades conjugais praticadas por seu esposo Fernão Mendes. Nela, também, esteve encarcerada D. Leonor, esposa do quarto duque de Bragança, D. Jaime, acusada (injustamente) de adultério pelo próprio marido. O duque acabou por assassinar a esposa, no Paço Ducal de Vila Viçosa, a punhaladas, a 2 de Novembro de 1512.
 
No setor sul, um saliente de planta quadrangular é fechado pelo chamado Poço del'Rei, estrutura quinhentista com a função de defesa de uma cisterna.
 

Para mais informações, clique aqui para ver os nossos contatos e entrar em contato direto connosco.

 

 

em alternativa, clique aqui para aceder a todos os destinos e programas disponíveis.

 

 

  Untitled Document

Tours4Lisbon Agência de viagens
Sousa Silva & lavos

NIPC nº PT505171872
RNAVT 2343

Sobre Nós | Serviços | Viaturas | Sugestões | Condições | Contatos
© 2016 tours4lisbon